O que é Outubro Rosa:

O movimento "Outubro Rosa" surgiu com objetivo de compartilhar informações sobre o câncer de mama e conscientizar a população sobre a importância da detecção precoce da doença.

Fatores de risco:

Embora seja mais comum nas mulheres, o câncer de mama também ocorre em homens (apenas 1% dos casos) e não existe uma causa única que seja identificada como causadora da doença.

Causas ambientais, comportamentais, histórico reprodutivo e hormonal da mulher, condições genéticas e hereditárias e também a idade, são considerados fatores de risco para a doença.

Fatores ambientais e comportamentais:

  • Obesidade e sobrepeso após a menopausa;
  • Sedentarismo (não fazer exercícios);
  • Consumo de bebida alcoólica;
  • Exposição frequente a radiações ionizantes (Raios-X).

Fatores da história reprodutiva e hormonal*:

  • Primeira menstruação (menarca) antes de 12 anos;
  • Não ter tido filhos;
  • Primeira gravidez após os 30 anos;
  • Não ter amamentado;
  • Parar de menstruar (menopausa) após os 55 anos;
  • Uso de contraceptivos hormonais (estrogênio-progesterona);
  • Ter feito reposição hormonal pós-menopausa, principalmente por mais de cinco anos.
*Cerca de quatro em cada cinco casos ocorrem após os 50 anos.

Fatores genéticos e herediátios*:

  • História familiar de câncer de ovário;
  • Vários casos de câncer de mama na família, principalmente antes dos 50 anos;
  • História familiar de câncer de mama em homens;
  • Alteração genética, especialmente nos genes BRCA1 e BRCA2.
  • O câncer de mama de caráter genético/hereditário corresponde a apenas 5% a 10% do total de casos.
A mulher que possui um ou mais desses fatores genéticos/ hereditários é
considerada com risco elevado para desenvolver câncer de mama.

Previna-se
Sinais e Sintomas

Os principais sinais e sintomas do câncer de mama são:

- Caroço (nódulo) fixo, endurecido e, geralmente, indolor;
- Pele da mama avermelhada, retraída ou parecida com casca de laranja;
- Alterações no bico do peito (mamilo);
- Pequenos nódulos na região embaixo dos braços (axilas) ou no pescoço;
- Saída espontânea de líquido dos mamilos.

Ao identificarem estes sintomas, procure imediatamente um médico para o diagnóstico
correto. Tenha tranquilidade, pois tais alterações podem não ser câncer de mama!

Detecção Precoce

A descoberta do câncer de mama em fases iniciais, aumentando as chances de tratamento cura. O autoexame das mamas é recomendável para mulheres de todas as idades, sem técnica específica, valorizando a descoberta casual de pequenas alterações mamárias. A maior parte dos cânceres de mama é descoberta pelas próprias mulheres.

Além de estar atenta ao próprio corpo, também é recomendado que mulheres de 50 a 69 anos façam uma mamografia de rastreamento (quando não há sinais nem sintomas) a cada dois anos. Esse exame pode ajudar a identificar o câncer antes do surgimento dos sintomas.

Mamografia é uma radiografia das mamas feita por um equipamento de raios X chamado mamógrafo, capaz de identificar alterações suspeitas. Através do exame, é possível encontrar o câncer no início e permitir um tratamento menos agressivo.

Fonte: INCA